POR UMA IDENTIDADE CONSTITUCIONAL “COMUM”