Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • Os conceitos, opiniões e ideias publicados nos trabalhos são de inteira e única responsabilidade de seu(s) autor(es).
  • Os manuscritos submetidos à Alcance devem ser inéditos. Sendo que, os trabalhos publicados em anais de encontros científicos, como congressos, seminários, simpósios etc. são considerados inéditos.
  • Os artigos podem ser submetidos em inglês, português e espanhol, desde que os autores submetam uma versão em inglês do texto aprovado antes para a publicação.
  • Os manuscritos não podem estar em processo de avaliação em nenhum outro veículo de publicação, durante todo o processo de avaliação.
  • Número máximo de autores por artigo: 4.
  • Orientações completas para os autores sobre a submissão de artigos científicos, tecnológicos e casos para ensino são obtidas no arquivo Diretrizes para Publicação, disponível na barra superior da página da revista (ao lado de Sobre, Página do Usuário...).
  • Anonimato dos autores devem estar presentes em todos os documentos submetidos, exceto Carta para o Editor.
  • Não é permitido que o mesmo autor tenha simultaneamente mais de um artigo em avaliação na Revista Alcance

Diretrizes para Autores

A Revista Alcance aceita apenas artigos teóricos-empíricos, tecnológicos e casos para ensino inéditos referentes a problemas nacionais ou internacionais, nas áreas de Administração (de acordo com o escopo editorial e áreas de interesse) escritos em português, inglês ou espanhol, desde que os autores submetam uma versão em inglês do texto antes da publicação. A prioridade editorial é de artigos que apresentem relevante contribuição teórica, prática e social para a literatura de Administração. As DIRETRIZES PARA PUBLICAÇÃO dos trabalhos (artigos, casos para ensino e artigo tecnológico) estão disponíveis no link abaixo:

Diretrizes para Publicação

CHAMADA ESPECIAL: APRENDIZAGEM E COMPETÊNCIAS

Os autores podem submeter artigos na forma de ensaios teóricos ou de pesquisas teórico-empíricas, com evidente contribuição teórica e aplicada, e que abordem um os seguintes temas: · Contribuição da aprendizagem no desenvolvimento de Competências. · Vínculos entre conhecimento, aprendizagem e inovação. · Vínculos entre aprendizagem, competências e estratégia. · Vínculos entre aprendizagem, competências e inovação. · Relação entre ação gerencial, aprendizagem e desenvolvimento de competências em todos os níveis de análise (individual, coletivo, organizacional e interorganizacional). · Aprendizagem, competências e gestão das capacidades dinâmicas. · Aprendizagem, competências e estratégia como prática. · aprendizagem, organizing e cotidiano. · Reflexões teórico-metodológicas e/ou pesquisas empíricas sobre aplicação da aprendizagem e da noção de competência na gestão de organizações públicas e privadas. · Reflexões teórico-metodológicas e/ou pesquisas empíricas sobre mapeamento de competências em diferentes níveis organizacionais.

CHAMADA ESPECIAL: CAPACIDADES DINÂMICAS E INOVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES (ENCERRADA)

Os artigos deverão seguir as normas e instruções para submissão da Revista Alcance, disponíveis no site http://siaiweb06.univali.br/seer/index.php/ra. O prazo limite para o envio dos artigos é 18 de Outubro de 2015, exclusivamente pelo sistema de submissões da revista. O processo de avaliação será realizado em duas fases: a primeira envolve o processo de desk review pelos editores, que decidirão se o artigo será ou não encaminhado aos pareceristas convidados. O objetivo é dar celeridade ao processo de avaliação, que ocorrerá em no máximo sessenta dias após a conclusão do prazo de submissão. Para avaliação, serão considerados os seguintes critérios: aderência do artigo ao escopo da edição temática da Revista Alcance, qualidade e contribuição teórica e aplicada para o avanço do conhecimento. A segunda fase da avaliação envolve a submissão dos artigos aprovados na primeira etapa para dois pareceristas, que avaliarão os artigos de acordo com os procedimentos adotados na política editorial da revista. A previsão de publicação da edição temática é no primeiro semestre de 2016 (vol. 23, n.1).

Fórum Tecnológico

O objetivo do Fórum Tecnológico é publicar trabalhos de interesse de acadêmicos e praticantes da Administração. Os artigos abrangem, de forma ampla, todos os tópicos relacionados à gestão, com ênfase na identificação e recomendação de soluções para problemas gerenciais. Os leitores têm acesso a artigos que os levam a pensar, de uma nova forma, a prática da gestão. O Fórum Tecnológico é um projeto inovador, que alcança o equilíbrio entre a relevância profissional e o rigor acadêmico. Assim, os artigos publicados têm fundamento científico rigoroso, ainda que sua apresentação seja em um formato que privilegie a leitura não técnica, acessível ao público do ambiente de negócios.

Edição Temática: Transformações Sociais e Econômicas baseadas em Conhecimento

Submissão de artigos na forma de ensaios teóricos ou de pesquisas teórico-empíricas, com evidente contribuição teórica e aplicada, e que abordem uma das temáticas relacionadas ao papel da gestão do conhecimento nas transformações econômicas e sociais, em um os seguintes temas: 1. Determinantes de crescimento sustentável em contextos emergentes. Principais barreiras e desafios. 2. Estratégias e práticas de GC para o crescimento sustentável das empresas. 3. O papel da gestão do conhecimento e das TIC no apoio a projetos orientados a produzir inovações econômicas e sociais. 4. Recursos baseados no conhecimento que sustentam inovações institucionais e regionais. 5. O papel dos profissionais do conhecimento. Habilidades necessárias para instituições alcançarem desempenho superior 6. O papel da aprendizagem organizacional e da desaprendizagem para as transformações sociais e econômicas. 7. Influência do contexto no sucesso de projetos orientados a criar inovações sociais. Quais instituições e recursos merecem mais atenção? 8. Papel da colaboração, cooperação e das redes nas inovações econômicas e sociais? 9. Conhecimento como fonte de competitividade de PMEs de países emergentes. Diferenças na eficiência do conhecimento em países ou setores diferentes. Os artigos deverão seguir as normas e instruções para submissão da Revista Alcance, disponíveis no site http://siaiweb06.univali.br/seer/index.php/ra.

Chamada Especial – Edição Temática: Qualitative Comparative Analysis (QCA) (ENCERRADA)

Nos últimos 30 anos, a Análise Comparativa Qualitativa ou, do inglês, Qualitative Comparative Analysis (QCA) tem estado no centro da atenção de métodos em ciências sociais. Em 1987, o estudioso norte-americano Charles C. Ragin publicou The Comparative Method: Moving Beyond Qualitative and Quantitative Strategies e fez chegar esse método a um público mais amplo. O método denominado Análise Comparativa Qualitativa (QCA) trouxe à pesquisa um método sistemático, rigoroso e fundamentado na matemática (álgebra booleana e álgebra fuzzy) e na lógica formal (WAGEMANN, 2012). A versão original da Análise Comparativa Qualitativa (QCA) é o denominada crisp-set QCA (csQCA), que obteve essa denominação só depois da introdução de outras variantes como fsQCA, o mvQCA e, ainda, a técnica complementar MDSO/MSDO (RIHOUX; RAGIN, 2009). Diversas obras que descrevem e ensinam a utilização do método QCA têm sido publicadas em vários idiomas nos últimos anos, tendo ganhado relevância nas últimas décadas ao ser empregado como uma ferramenta de análise de dados em diversos campos das ciências. Atualmente, o QCA é tema recorrente em congressos e tem sido incentivado em periódicos internacionais, como o Journal of Business Research (JBR). Contudo, na América Latina e no Brasil sua aplicação ainda é incipiente. Neste sentido, a Revista Alcance, lança uma edição temática para publicação de artigos no intuito de estimular a disseminação da produção científica de pesquisadores e grupos de pesquisa da comunidade luso-brasileira de Administração com foco em novos métodos de pesquisa. Os autores podem submeter artigos em língua inglesa, espanhola e portuguesa na forma de ensaios teóricos, artigos teórico-empíricos ou artigos tecnológicos, com evidente contribuição teórica e aplicada. Logo, esta chamada especial é para trabalhos sobre o método QCA ou pesquisas que utilizem alguma de suas principais técnicas, a saber: • Trabalhos de Análise Comparada Qualitativa (QCA) com o crisp-set QCA (csQCA), análise dicotomizada (conjuntos nítidos), cuja presença de uma condição/variável é representado por 1 (um) e a ausência é representada por 0 (zero); • Fuzzy-Set QCA (fsQCA). Trata-se do QCA para conjuntos difusos onde as variáveis variam em um intervalo (continuum) entre 0 a 1, sendo de um lado a presença completa e do outro a ausência completa; • Multi-Value QCA (mvQCA). Trabalhos com mvQCA, que é um tipo intermediário, dando às condições múltiplo valores, para variáveis categóricas de multinível, onde se analisa conceitos multinominais, então, assumem valores que podem ser 0, 1 e 2. • MDSO/MSDO (most similar, diferent outcome/most different, same outcome). Técnica que se caracteriza como primeira etapa do método QCA com utilização de cálculos com matrizes para priorização de variáveis. Embora esta edição seja aberta a todo trabalho sobre Qualitative Comparative Analysis (QCA), adicionalmente, deixamos como inspiração trabalhos que, por ventura, possam trazer alguma das seguintes contribuições: • Combinação do método QCA. Como podemos combinar o método QCA com outros métodos de pesquisa rigorosos com relevância prática ao mesmo tempo? Ou seja, artigos com a combinação de técnicas QCA, como, por exemplo, utilização csQCA e fsQCA conjuntamente ou trabalhos que combinem o QCA com outro método qualitativo ou quantitativo. • Novas unidades e níveis de análise com o método QCA. Como podemos estudar questões em ciências sociais aplicadas em estruturas que envolvem um pequeno número ou intermediário de casos (muito alta - estudos de caso, mas, muito baixa – estatística)? Ou, ainda, o método QCA também pode ser aplicado para um número grande casos? • Questões de mensuração na pesquisa com o uso do método QCA. Como podemos medir os conceitos aparentemente imensuráveis usados na pesquisa em administração com o método QCA? Como podemos analisar variáveis dependentes, como, por exemplo, o desempenho? Como podemos utilizar o QCA em pesquisas que usualmente utilizam outros métodos existentes de medição? • Especificação de modelo. Como podemos identificar especificações de modelos adequadas e completas para o uso do método QCA no contexto da pesquisa em gestão? Como podemos selecionar ou estruturar instrumentos de coleta de dados para o método QCA como meio para refinar as teorias atuais de gestão? Como podemos desenvolver a pesquisa a partir de dados empíricos que atenda à complexidade causal do método QCA? • Fontes de dados. Como podemos criar amostras adequadas para responder a questões de pesquisa com o QCA? Como as fontes de dados podem ser aproveitadas com o método QCA? E, ainda, como podemos lidar com os desafios metodológicos e as oportunidades que o QCA gera? • Método e impacto prático. Como podemos utilizar o método QCA para permitir uma melhor comunicação dos resultados para que sejam compreendidos fora da academia? Como podemos incentivar a colaboração acadêmica e profissional na pesquisa em gestão por meio do método QCA? • Estudos longitudinais com QCA. Como podemos aplicar o método QCA em estudos longitudinais? Como avaliar as condições mais importantes em estudos longitudinais? Como avaliar as sequências das condições causais explicativas do desempenho ao longo do tempo? Como quantificar as variações nas condições causais ao longo do tempo? EDITORES RESPONSÁVEIS: Cleidson Nogueira Dias (Embrapa e UnB/DF) Marcelo Fernandes Pacheco Dias (UFPel/RS) Admir Antonio Betarelli Junior (UFJF/MG) Tatiana Ghedine (UNIVALI/SC) ENVIO DE TRABALHOS Os artigos deverão seguir as normas e instruções para submissão da Revista Alcance, disponíveis no site http://siaiweb06.univali.br/seer/index.php/ra. O prazo limite para o envio dos artigos é 17 de janeiro de 2021, exclusivamente pelo sistema de submissões da revista. PROCESSO DE AVALIAÇÃO O processo de avaliação será realizado em duas fases: a primeira envolve o processo de desk review pelos editores, que decidirão se o artigo será ou não encaminhado aos pareceristas convidados. O objetivo é dar celeridade ao processo de avaliação, que ocorrerá em no máximo sessenta dias após a conclusão do prazo de submissão. Para avaliação, serão considerados os seguintes critérios: aderência do artigo ao escopo da edição temática da Revista Alcance, qualidade e contribuição metodológica, teórica e aplicada para o avanço do conhecimento. A segunda fase da avaliação envolve a submissão dos artigos aprovados na primeira etapa para dois pareceristas, que avaliarão os artigos de acordo com os procedimentos adotados na política editorial da revista. A previsão de publicação da edição temática é no terceiro quadrimestre de 2021 (vol. 28, n. 3). (Documento disponível na barra superior da página)

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou é terceiros.