A RELAÇÃO DOS RESTAURANTES DE UM DESTINO TURÍSTICO COM A PRODUÇÃO ORGÂNICA LOCAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14210/rtva.v24n2.p245-269

Palavras-chave:

Gastronomia Sustentável, Destino Turístico, Produtos Orgânicos

Resumo

A gastronomia sustentável é, reconhecidamente, um tema contemporâneo, que preconiza a articulação dos princípios da sustentabilidade ambiental com a atividade gastronômica. Nesse sentido, torna-se evidente a importância da gastronomia como integrante da oferta de um destino turístico, em particular, quanto à utilização, pelos restaurantes, dos produtos orgânicos locais como ingredientes, além de outras ações voltadas à sustentabilidade ambiental. Esta pesquisa teve como objetivo analisar a relação entre os restaurantes de um destino turístico e os produtores orgânicos locais, na perspectiva da gastronomia sustentável. O método adotado foi a abordagem sistêmica e os procedimentos metodológicos contemplaram uma etapa quantitativa e uma etapa qualitativa. O locus do estudo foi o destino turístico Balneário Camboriú-SC e o universo foram os restaurantes que utilizam produtos orgânicos locais na sua relação com os produtores de alimentos orgânicos identifi cados como seus fornecedores diretos. As análises orientaram-se pela perspectiva da gastronomia sustentável e os resultados constataram que não existe um fator ou variável predominante a indicar que a utilização de produtos orgânicos esteja vinculada à capacidade, aos serviços ou à tipologia do restaurante. Verifi cou-se, ainda, um distanciamento na relação entre os restaurantes e a produção orgânica local.

Biografia do Autor

Leila Aparecida da Costa, Universidade do Vale do Itajaí

Doutorado em Turismo e Hotelaria pela Universidade do Vale do Itajaí (2019). Mestrado em Ciências dos Alimentos pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Graduação em Engenharia Química pela Universidade do Sul de Santa Catarina (1987). Atualmente é professora da Universidade do Vale do Itajaí, membro do colegiado do curso de Gastronomia da Universidade do Vale do Itajaí. Tem experiência na área de Turismo e Gastronomia, com ênfase em análise sensorial e gastronomia sustentável.

Paulo dos Santos Pires, Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI Itajaí, SC

Engenheiro Florestal pela UFSM-RS; especialista em Sensoriamento Remoto e Fotointerpretação pela UFSM-RS, bem como em Turismo e Hotelaria pela UNIVALI-SC; mestre em Engª Florestal (área de concentração Conservação da Natureza) pela UFPR-PR e doutor em Ciências (área de concentração Geografia Humana) pela US-SP.

É professor, orientador e pesquisador na área de Turismo e Meio Ambiente nos Cursos de graduação e mestrado Turismo e Hotelaria e no Programa de Pós-Graduação em Administração e Turismo, todos na Universidade do Vale do Itajaí -  UNIVALI. Atua também como consultor ad hoc da Fundação o Boticário de Proteção à Natureza e como avaliador e parecerista de revistas e eventos técnico-científicos da área de turismo e de conservação da natureza.. 

Downloads

Publicado

2022-06-02

Edição

Seção

Artigos