DESENVOLVIMENTO REVELADO: A VERDADEIRA FACE ECONÔMICA E A MÁSCARA SUSTENTÁVEL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14210/nej.v27n3.p517-529

Palavras-chave:

Crescimento, Desenvolvimento, Economia, Meio ambiente, Sustentabilidade

Resumo

Contextualização: O discurso sobre desenvolvimento sustentável perde gradativamente sua expressividade, principalmente por ser um conceito normativo que dá margem à construção de diversas definições e inúmeras interpretações. Apesar da conciliação entre economia e meio ambiente, o desenvolvimento sustentável pode ser visto como uma máscara do desenvolvimento econômico.

Objetivo: O objetivo básico da pesquisa é verificar o desenvolvimento sustentável como discurso discordante em relação à realidade social, que contribui para a minimização do espaço destinado a outras estratégias de preservação ambiental e que esconde um objetivo secreto (o caráter econômico que não se desvia do desenvolvimento).

Metodologia: A metodologia foi desenvolvida por meio da leitura pelo método hipotético-dedutivo. Trata-se de pesquisa básica, exploratória e bibliográfica, estruturada em três fragmentos.

Resultado: A parte inicial identifica o desenvolvimento econômico e diferencia o desenvolvimento econômico do crescimento econômico. O fragmento a seguir aborda o desenvolvimento sustentável, enfatizando as dificuldades de interpretação. Por fim, examina-se o disfarce sustentável do desenvolvimento econômico e apresenta-se a sugestão de abandono progressivo do termo desenvolvimento sustentável, apresentando alternativas para harmonizar a economia e o meio ambiente.

Biografia do Autor

Talissa Truccolo Reato, University of Sevilla

PhD in Law at the University of Caxias do Sul (2019 /). Prosuc Scholarship / CAPES (2019 /). Master in Law from the University of Passo Fundo (2016/2018). Taxi Prosup / CAPES (2016/2018). Conducted a research office (teaching and investigative activities) at the Faculty of Law of the University of Sevilla - Spain (2017). Specialist in Procedural Law from the Integrated Regional University of Alto Uruguai e das Missões (2014/2015) - Postgraduate Lato Sensu. Graduated in Law from the Integrated Regional University of Alto Uruguai e das Missões (2009/2014).

Cleide Calgaro, Universidade de Caxias do Sul

Post-Doctorate in Philosophy and Law both from the Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul - PUCRS. PhD in Social Sciences at the University of Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. PhD in Philosophy from the Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul - PUCRS, as a CAPES taxi driver. Doctoral student in Law at the University of Santa Cruz do Sul - UNISC. She is currently Professor of Undergraduate and Graduate Studies - Master and Doctorate - in Law at the University of Caxias do Sul. She is Leader of the Research Group “Legal Metamorphosis” at the University of Caxias do Sul-UCS and Vice-Leader of the Research Group “Philosophy of Law and Political Thought” at the Federal University of Paraíba-UFPB. She works as a researcher in the research group “Environmental regulation of sustainable economic activity (REGA)” at Escola Superior Dom Helder Câmara. He is a member of the FAPERGS Human and Social Sciences Advisory Committee: Full Member (2019-2021). Orcid: https://orcid.org/0000-0002-1840-9598. CV: http://lattes.cnpq.br/8547639191475261. Email: ccalgaro1@hotmail.com

Liton Lanes Pilau Sobrinho, Universidade de Passo Fundo - UPF

Professor of Master's and Doctorate courses in the Stricto Sensu Graduate Program in Legal Science at the University of Vale do Itajaí. Professor of the Stricto Sensu Postgraduate Program Master in Law at the University of Passo Fundo. Coordinator of the PPGRight of the University of Passo Fundo. Post-doctorate in Law from the University of Seville - US. -Spain. PhD in Law from the University of Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS (2008), Master in Law from the University of Santa Cruz do Sul - UNISC (2000). Graduated in Law from the University of Cruz Alta (1997). Has experience in the area of ​​Law, with emphasis on International Environmental Law, Constitutional Law. CV: http://lattes.cnpq.br/2413013286462855. Email: litonlanes@gmail.com

Referências

ALTMANN, Alexandre. O desenvolvimento sustentável e os serviços ambientais. In: RECH, Adir Ubaldo; ALTMANN, Alexandre (Orgs.) Pagamento por serviços ambientais: imperativos jurídicos e ecológicos para a preservação e restauração das matas ciliares. Caxias do Sul, RS: Educs, 2009.

AZEVEDO, Monia Karine; MELLO NETO, Gustavo Adolfo Ramos. O desenvolvimento do conceito de pulsão de morte na obra de Freud. Rev. Subj. vol.15 no.1 Fortaleza abr. 2015. Disponível em: < http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2359-07692015000100008> Acesso em: 21 mar. 2019. DOI: https://doi.org/10.5020/23590777.15.1.67-75

CECHIN, Andrei. A natureza como limite da economia: a contribuição de Nicholas Georgescu-Roegen. São Paulo: Editora Senac São Paulo/Edusp, 2010

DERANI, Cristiane. Direito Ambiental Econômico. 2 ed. rev. São Paulo: Editora Max Limonad, 2001.

LEFF. Enrique. Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. Tradução de Lúcia Mathilde Endlich Orth. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001.

LOVELOCK, James. La venganza de la Tierra: Por qué la Tierra está rebelándose y cómo podemos todavía salvar a la humanidad. Traducción de Mar García Puig. Barcelona, ES: Editorial Planeta, S.A, 2007.

MARIOTTI, Humberto. Complexidade e sustentabilidade: o que se pode e o que não se pode fazer. São Paulo, SP: Atlas, 2013.

MARTÍNEZ ALIER, Joan; ROCA JUSMET, Jordi. Economía Ecológica y Política Ambiental. 2 edición corregida y aumentada. Textos de Economía. México: Fondo de Cultura Económica, 2001.

OLIVEIRA, Carina Costa de. Desenvolvimento Sustentável e biossegurança. In: BARRAL, Welber; PIMENTEL, Luiz Otávio. Direito Ambiental e Desenvolvimento. Florianópolis, SC: Fundação Boiteux, 2006.

OLIVEIRA, Gilson Batista de. Uma discussão sobre o conceito de desenvolvimento. Revista da FAE, v. 5, n. 2, Disponível em: < https://revistafae.fae.edu/revistafae/article/view/477/372> Acesso em: 20 mar. 2019.

ONUBR. A ONU e o meio ambiente. Disponível em: Acesso em: 21 mar. 2019.

ROMEIRO, Ademar Ribeiro. Economia ou economia política da sustentabilidade. In: MAY, Peter H. (Org.) Economia do meio ambiente: teoria e prática. 2 ed. Rio de Janeiro, RJ: Elsevier, 2010.

SANDRONI, Paulo (Organização e Supervisão). Novíssimo Dicionário de Economia. São Paulo, SP: Editora Best Seller, 1991.

SANTOS, Elinaldo Leal; BRAGA, Vitor; SANTOS, Reginaldo Souza; BRAGA, Alexandra Maria da Silva. Desenvolvimento: um conceito multidimensional. DRd. Desenvolvimento Regional em debate, v. 02, n. 01, 2002. Disponível em: <http://www.periodicos.unc.br/index.php/drd/article/view/215> Acesso em: 21 mar. 2019.

SOUZA, Nali de Jesus de. Desenvolvimento econômico. 5 ed. rev. São Paulo, SP: Atlas, 2005.

Publicado

2022-12-16

Como Citar

TRUCCOLO REATO, T.; CALGARO, C.; PILAU SOBRINHO, L. L. DESENVOLVIMENTO REVELADO: A VERDADEIRA FACE ECONÔMICA E A MÁSCARA SUSTENTÁVEL. Novos Estudos Jurí­dicos, Itajaí­ (SC), v. 27, n. 3, p. 517–529, 2022. DOI: 10.14210/nej.v27n3.p517-529. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/nej/article/view/19198. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos