O RESPEITO ÀS DELIBERAÇÕES DO PACIENTE ATRAVÉS DO CONSENTIMENTO INFORMADO

Autores

  • Astrid Heringer Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

DOI:

https://doi.org/10.14210/nej.v15n1.p114-128

Resumo

O artigo tem por objetivo verifi car em que medida o consentimento informado constitui-se em importante instrumento de manifestação da vontade do paciente acerca dos tratamentos que deseja utilizar ou até mesmo recusar. Realiza-se uma análise dos principais requisitos do instrumento e também dos aspectos que o tornam vulnerável, notadamente a falta de informações sufi cientes ao paciente e de autonomia na declaração de vontade. O motivo principal de surgimento do consentimento informado está na realização de intervenções pelo médico, as quais não correspondem àquilo que é desejado pelo paciente. Tal procedimento decorre da tradição hipocrática que super valoriza as decisões do médico, sem indagar sobre os desejos do paciente acerca de que tratamento seguir e se efetivamente deseja realizá-lo, colocando em risco a autonomia do paciente, uma vez que a decisão recai erroneamente, na maioria das situações, nas mãos do médico e não do maior interessado, o próprio paciente.

Biografia do Autor

Astrid Heringer, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica

Downloads

Publicado

2010-07-27

Como Citar

HERINGER, A. O RESPEITO ÀS DELIBERAÇÕES DO PACIENTE ATRAVÉS DO CONSENTIMENTO INFORMADO. Novos Estudos Jurí­dicos, Itajaí­ (SC), v. 15, n. 1, p. 114–128, 2010. DOI: 10.14210/nej.v15n1.p114-128. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/nej/article/view/2305. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos