A NOVA MULHER EM UMA NOVA COMUNIDADE: UM RECORTE ENTRE AS COMUNIDADES TRADICIONAIS E AS SOCIEDADES ATUAIS EM MATÉRIA DE GÊNERO

Autores

  • Eliane Fontana Faculdade de Direito do Centro Universitário UNIVATES - Lageado RS
  • Marli Marlene Moraes da Costa Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC - rs

DOI:

https://doi.org/10.14210/nej.v21n1.p182-214

Palavras-chave:

Comunidade. Gênero. História da mulher.

Resumo

Esta pesquisa busca demonstrar que a capacidade para uma nova comunidade e uma nova mulher passa pela rejeição de tradições que replicam o velho paradigma da estratificação da mulher. As sociedades atuais seguem perpetuando valores cultur-ais que referendam a desigualdade de gênero tal como nas comu-nidades tradicionais, e que apesar das muitas conquistas - social, política, educacional e jurídica -, ainda não houve sua erradicação. Acredita-se que somente por meio de uma mudança nos valores, ou seja, na cultura de valores, é que haverá o rompimento da visão binária que estratifica as relações sociais. A cultura secular desem-boca em um sistema de sujeições, de dominação e de poder, rep-lica naturalmente as desigualdades e impede que se rompam os ciclos de desigualdade e que se acabe com os números assom-brosos de violência e discriminação. Existe uma nova mentalidade para a construção de uma nova sociedade revigorada? Parece que ainda não, mas existe, sim, uma nova mulher que precisa se ver e praticar hábitos que ampliem a visão de seu papel e do papel da sociedade. Trat5a-se de uma pesquisa exploratória, cujo método de abordagem é o hipotético-dedutivo.

Downloads

Publicado

2016-04-28

Como Citar

FONTANA, E.; MORAES DA COSTA, M. M. A NOVA MULHER EM UMA NOVA COMUNIDADE: UM RECORTE ENTRE AS COMUNIDADES TRADICIONAIS E AS SOCIEDADES ATUAIS EM MATÉRIA DE GÊNERO. Novos Estudos Jurí­dicos, Itajaí­ (SC), v. 21, n. 1, p. 182–214, 2016. DOI: 10.14210/nej.v21n1.p182-214. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/nej/article/view/8764. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos