A COMMOLIZAÇÃO DO DIREITO POSITIVO, O ATIVISMO JUDICIAL E A CRISE DO ESTADO

Autores

  • Zenildo Bodnar Professor no Doutorado e Mestrado em Ciência Jurídica da Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI.
  • Paulo Márcio Cruz Coordenador e professor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica da Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI

DOI:

https://doi.org/10.14210/nej.v21n3.p1332-1351

Palavras-chave:

Direito, Estado, Ativismo Judicial, Sustentabilidade.

Resumo

O presente artigo trata de analisar e discutir a crise de algumas das teorias modernas sobre o Direito e o Estado, principalmente a tripartição clássica de poderes e o protagonismo atual do Poder Judiciário, o que permite estabelecer relações teóricas sobre a aproximação e/ou a colaboração entre as famílias jurídicas denominadas de Common Law e o Civil Law a partir do Ativismo Judicial.

Downloads

Publicado

2016-11-24

Como Citar

BODNAR, Z.; CRUZ, P. M. A COMMOLIZAÇÃO DO DIREITO POSITIVO, O ATIVISMO JUDICIAL E A CRISE DO ESTADO. Novos Estudos Jurí­dicos, Itajaí­ (SC), v. 21, n. 3, p. 1332–1351, 2016. DOI: 10.14210/nej.v21n3.p1332-1351. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/nej/article/view/9700. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos