Sobre a Revista

Foco e Escopo

Inserção e inovação social constituem o foco da publicação que deve apresentar relatos de experiências de intervenção social que representem o diferencial idealizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento Pessoal de Nível Superior - CAPES na criação dos mestrados profissionais a partir da Portaria CAPES 080 de 1998. A Revista buscará o seu reconhecimento como uma publicação Interdisciplinar, já que está vinculada aos dois Mestrados Profissionais da Univali. Um na área da Saúde e Gestão do Trabalho e, o outro, no campo da Gestão de Políticas Públicas, ambos da Univali. 

A revista recebe textos de pesquisadores brasileiros e estrangeiros, preferencialmente, vinculados aos Programas de Pós-Graduação de caráter Interdisciplinar, com as seguintes características:

a)   Artigo Científico;

b)  Comunicações Científicas (paper);  

c) Resenhas de livros publicados nas áreas de Ciências Sociais e Saúde;

d) Relatos de experiência em Extensão Universitária

Processo de Avaliação pelos Pares

 Os trabalhos científicos submetidos à Revista Brasileira de Tecnologias Sociais - RBTS passam obrigatoriamente por triagem prévia, realizada pelos Editores responsáveis (exame de submissão), que verificam a compatibilidade de conteúdo com a Linha Editorial adotada, além de aspectos metodológicos e de estrutura constante nas Diretrizes para Autores.

Após aprovação na triagem prévia, os trabalhos científicos são remetidos para, no mínimo, 02 (dois) pareceristas externos, selecionados por especialidade acerca do tema para a avaliação qualitativa, conforme o processo ‘duplo blind peer review’. 

O prazo médio para conclusão do parecer é de 90 (noventa) dias. Após a devolução da análise, o parecer é encaminhado para o(s) autor(es) para tomada de ciência e incorporação das modificações sugeridas, sem que haja identificação do(s) parecerista(s). 

O texto modificado será reenviado para a RBTS, e passará por nova avaliação, a critério do Editor-responsável (serão levados em conta o grau de mudanças que o(s) parecerista(s) tenha(m) exigido). No caso do(s) autor(es) divergir(em) da análise qualitativa, poderá(ão) justificar seu posicionamento perante o Editor-responsável que decidirá se é passível de nova rodada de avaliação, caso tenha ocorrido discrepância entre os dois pareceristas e, se entender conveniente.

Caso o Editor-responsável mantenha o posicionamento do(s) parecerista(s) e o(s) autor(es) mantiver(em) sua discórdia, a revista se reserva no direito de não fazer a publicação. O andamento das alterações será informado por e-mail ao(s) autor(es).

Periodicidade

A Revista Brasileira de Tecnologias Sociais tem periodicidade semestral. 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

Indexadores

A RBTS está indexada nas seguintes bases de dados, que cooperam na divulgação do material: CAPES periódicos; LATINDEX; Google Acadêmico e REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico)

 

  Imagem relacionada              Resultado de imagem para capes periodicos

Resultado de imagem para REDIB

Ética na Publicação

PRINCÍPIOS ÉTICOS

A Revista Brasileira de Tecnologias Sociais observa as melhores práticas em ética de publicação e pesquisa em conformidade com as diretrizes estabelecidas internacionalmente, incluindo o Código de Conduta e Diretrizes de Boas Práticas para Editores de Periódicos, publicado pelo Comitê de Ética de Publicação (COPE). Abaixo, listamos algumas das políticas que adotamos nesse sentido, em reforço e complemento àquelas discutidas nas “Diretrizes para Autores”.

Responsabilidades dos editores

Os Editores da Revista Brasileira de Tecnoligias Sociais - RBTS têm a responsabilidade de atuar de forma equilibrada, objetiva e justa no desempenho de suas funções, sem qualquer forma de discriminação.

Todas as submissões são processadas seguindo o procedimento padrão adotado pela revista, de modo que os artigos são considerados e aceitos unicamente em razão de seu mérito acadêmico/científico e sem influência comercial ou política.

Os Editores adotam e seguem procedimentos justos e coerentes em caso de situações de natureza ética ou de conflito, além de oportunizar aos autores direito de resposta às decisões de avaliações às quais forem submetidos.

Responsabilidades dos avaliadores/pareceristas

Os pareceristas que formam o banco de avaliadores da RBTS têm a responsabilidade de contribuir para o processo de tomada de decisão da publicação de um trabalho científico auxiliando de forma relevante na melhoria da qualidade do artigo publicado, revisando o manuscrito objetivamente, no prazo estabelecido nas “Diretrizes para Autores”.

Eles devem manter a confidencialidade de qualquer informação fornecida pelo editor ou pelo(s) autor(es), sendo vedada a estes a retenção ou cópia do manuscrito.

Ainda, devem alertar o editor caso identificarem conteúdo(s) publicado(s) ou enviado(s) com suspeitas de plágio e autoplágio, ou seja, substancialmente similar àquele em revisão.

Responsabilidades do(s) autor(es)

O(s) autor(es) que submeter(em) seu(s) trabalho(s) científico(s) para a RBTS tem(êm) responsabilidade acerca das exigências da revista, quanto ao ineditismo e demais requisitos éticos e metodológicos constantes nas “Diretrizes para Autores”.

Assim, o artigo submetido deve ser inédito, não podendo estar submetido a outro processo de avaliação, tampouco ter sido publicado em nenhum outro periódico nacional ou estrangeiro, a menos que seja publicado em outro idioma e em outro país, situação em que deve haver citação de que se trata de uma versão de artigo já publicado em outro periódico.

O(s) autor(es), no momento da submissão do trabalho científico, adere(em) à cláusula de ineditismo, tornando-se ciente(s) de que, mesmo após a aprovação e publicação do artigo no site da revista, identificando-se irregularidades com relação a questão ética de publicação, este será imediatamente retirado e, em substituição, será incluída informação de que “o artigo foi retirado por questão de ética na publicação”.

Os trabalhos científicos submetidos pelos autores, para serem aceitos para publicação, devem obrigatoriamente cumprir as regras elencadas a seguir:

a) estar(em) adequado(s) às linhas de pesquisa adotadas pela revista;

b) cumprir(em) na íntegra as regras indicadas nas ‘Diretrizes para Autores’;

c) o(s) autor(es) declarar(em) automaticamente, no momento da submissão, a cessão do direito sobre o trabalho por período indeterminado, bem como os direitos de expor, publicar, reproduzir, armazenar e/ou de qualquer outra forma dele se utilizarem, o que faz(em) de modo expresso e em caráter irrevogável e irretratável e de pleno direito, em caráter gratuito e sem qualquer remuneração, ônus ou encargo, em favor da Revista Brasileira de Tecnologias Sociais;

d) assegurar(em) que colaboração submetida é original, reconhecer(em) e citar(em) conteúdo reproduzido de outras fontes;

e) o(s) autor(es) deve(m) assegurar que quaisquer estudos envolvendo seres humanos ou animais estejam em conformidade com as leis e requisitos nacionais, locais e institucionais;

d) declarar(em) qualquer potencial conflito de que possa ser considerado ou visto como exercendo uma influência indevida no processo de publicação.

Deveres da Editoria em relação ao comportamento antiético

Qualquer manifestação antiética identificada nos trabalhos científicos publicados na Revista Brasileira de Tecnologias Socias, pode ser trazida à atenção do editor a qualquer momento, por qualquer pessoa, desde que forneça informações e evidências suficientes para que uma investigação seja iniciada.

Evidências devem ser coletadas, evitando, ao mesmo tempo, espalhar quaisquer alegações além daquelas que precisam ser informadas.

Em qualquer caso, o autor deve ter a oportunidade de responder a quaisquer alegações.

Nossos artigos são avaliados por pares para garantir a qualidade da publicação científica, primeiramente passam por triagem previa a distribuição para os avaliadores onde paralelo aos critérios pré-avaliativos utiliza-se o software autoplágio FAREJADOR.

Informar ou notificar o autor ou revisor onde parece haver um mal-entendido ou má aplicação de padrões aceitáveis.

Retratação ou retirada formal de publicação da revista.

Findo o procedimento de investigação e uma vez constatado comportamento antiético não mais serão aceitas contribuições do autor investigado.