TÉCNICA, CIÊNCIA E DIREITO DA SUSTENTABILIDADE

Autores

  • Rubens Losada de Menezes Federação das Indústrias - Conselho Temático do Meio Ambiente, FIEG, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14210/nej.v21n1.p31-64

Palavras-chave:

Técnica. Ciências Naturais. Ciências Sociais. Di-reito Ambiental. Ciência e Direito da Sustentabilidade.

Resumo


A técnica ou tecnologia em constante evolução sócio-histórica progrediu de modo entrelaçado às ciências naturais, que por sua vez aportaram ao homem meios potencialmente aptos a prognosticar os eventos ambientais presentes e futuros. Igual fato ocorreu com o Direito, particularmente com a especialidade ambiental, que ainda hoje se apoia marcadamente no influxo téc-nico-ecológico propiciado pelas ciências naturais para solucionar as questões vinculadas à sustentabilidade ecológica (ambiental), social e econômica. Logo, o presente artigo, pelo método indu-tivo, ante à emergente ciência da sustentabilidade, apontará pela necessidade dos pesquisadores, sobretudo da ciência jurídica, a se esforçarem do ponto de vista epistemológico para atingirem uma adequada integração das ciências naturais, sociais e humanidades no processo de compreensão das interações socioecológicas. Para tanto, demanda-se expandir a funcionalidade dos métodos e téc-nicas sociais dentro da normativa ambiental e, especialmente, es-timular a participação social nos processos de tomada de decisão, assim como nos instrumentos de gestão ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-04-29

Como Citar

LOSADA DE MENEZES, R. TÉCNICA, CIÊNCIA E DIREITO DA SUSTENTABILIDADE. Novos Estudos Jurí­dicos, Itajaí­ (SC), v. 21, n. 1, p. 31–64, 2016. DOI: 10.14210/nej.v21n1.p31-64. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/nej/article/view/8748. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos