A PRIMEIRA CRÍTICA DE DWORKIN AO POSITIVISMO JURÍDICO E O DEBATE ENTRE DWORKIN, HART E RAZ

Autores

  • Oscar José Echenique Magalhães Universidade Federal de Pelotas-RS
  • José Antonio Rego Magalhães Universidade Federal de Pelotas-RS

DOI:

https://doi.org/10.14210/rdp.v8n2.p1073-1095

Palavras-chave:

positivismo jurídico, interpretativismo, adjudicação.

Resumo

Este artigo pretende apresentar a primeira crítica de Dworkin ao positivismo jurídico conforme se apresenta especialmente em seu “The Model of Rules” e demais artigos presentes no livro “Taking Rights Seriously” (1977), bem como contrapor a essa crítica as principais respostas da parte dos representantes do positivismo jurídico à época, em especial H. L. A. Hart e Joseph Raz, sopesando assim os argumentos de ambos os lados. Entende-se que a compreensão desse debate não apenas tenha interesse histórico, por tratar-se de momento essencial de transição no pensamento jurídico das últimas décadas, mas que sirva também para auxiliar na compreensão do desdobramento posterior do pensamento de Dworkin, que tornou-se desde então uma das figuras mais importantes na

Downloads

Como Citar

MAGALHÃES, O. J. E.; MAGALHÃES, J. A. R. A PRIMEIRA CRÍTICA DE DWORKIN AO POSITIVISMO JURÍDICO E O DEBATE ENTRE DWORKIN, HART E RAZ. Revista Eletrônica Direito e Política, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 1073–1095, 2014. DOI: 10.14210/rdp.v8n2.p1073-1095. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rdp/article/view/5472. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos