CRIMINALIDADE ORGANIZADA TRANSNACIONAL: A GENEALOGIA DE UM DISCURSO DE PODER

Autores

  • Davi do Espírito Santo UNIVALI/SC

DOI:

https://doi.org/10.14210/rdp.v7n3.p1742-1768

Palavras-chave:

Sistemas Penais, Controle Penal, Globalização, Criminalidade Organizada Transnacional.

Resumo

Neste artigo discute-se a gênese e o processo transnacional de formação dos discursos de poder construídos em torno do signo Criminalidade Organizada Transnacional. Analisa-se, brevemente, o conteúdo dos debates havidos nos Congressos das Nações Unidas sobre Prevenção do Crime e Tratamento de
Criminosos e, em seguida a noção de Criminalidade Organizada consolidada no texto da Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional e seus Protocolos. Abre-se, após, um debate acerca do fracasso dogmático da definição proposta, o qual é funcionalmente, o seu sucesso “de mercado”.

Downloads

Como Citar

SANTO, D. do E. CRIMINALIDADE ORGANIZADA TRANSNACIONAL: A GENEALOGIA DE UM DISCURSO DE PODER. Revista Eletrônica Direito e Política, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 1742–1768, 2014. DOI: 10.14210/rdp.v7n3.p1742-1768. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rdp/article/view/5561. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos