A CONSOLIDAÇÃO DO ESTADO CONSTITUCIONAL DE DIREITO NO BRASIL

Autores

  • Francisco José Rodrigues de Oliveira Neto UNIVALI/SC

DOI:

https://doi.org/10.14210/rdp.v7n3.p1901-1934

Palavras-chave:

Direitos Fundamentais, Mecanismos de Concretização, Estado Legislativo de Direito, Estado Democrático de Direito, Constituição.

Resumo

Resumo: Um das características mais marcantes da Constituição brasileira de 1988 é, além da centralidade dos direitos fundamentais, a forte presença dos chamados “mecanismos de concretização”, os quais se apresentam não só por meio da declaração de aplicabilidade imediata dessa importante categoria de direitos, mas também pela previsão de instrumentos processuais com essa finalidade. Tal situação é o mais claro reflexo da adoção de um Estado Constitucional de Direito em substituição a um Estado Legislativo de Direito, transformação marcada pela superação da ideia de democracia unicamente ligada a vontade da maioria e que, para sua adequada compreensão, impõe a análise das bases em que se operaram essas  transformações.

Downloads

Como Citar

OLIVEIRA NETO, F. J. R. de. A CONSOLIDAÇÃO DO ESTADO CONSTITUCIONAL DE DIREITO NO BRASIL. Revista Eletrônica Direito e Política, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 1901–1934, 2014. DOI: 10.14210/rdp.v7n3.p1901-1934. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rdp/article/view/5568. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos