FRATERNIDADE COMO CATEGORIA POLÍTICA

Autores

  • Paulo de Tarso Brandão UNIVALI/SC
  • IIdete Regina Vale da Silva UNIVALI/SC

DOI:

https://doi.org/10.14210/rdp.v7n3.p2386-2407

Palavras-chave:

Política, Fraternidade, Estado Contemporâneo, Função Social.

Resumo

Este artigo tem como objetivo tecer algumas reflexões sobre o estudo da Fraternidade em uma ideia que acena à possibilidade de (re)construí-la como categoria política. A perspectiva se apresenta como condição de possibilidade para a realização do projeto constitucional brasileiro em sua especial meta de garantir a dignidade da pessoa humana pela via da efetividade dos Direitos Fundamentais, impulsionando, assim, cumprir a
finalidade que o Estado Contemporâneo se destina.

 

Downloads

Como Citar

BRANDÃO, P. de T.; DA SILVA, I. R. V. FRATERNIDADE COMO CATEGORIA POLÍTICA. Revista Eletrônica Direito e Política, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 2386–2407, 2014. DOI: 10.14210/rdp.v7n3.p2386-2407. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rdp/article/view/5590. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos