POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA

Autores

  • Alexandra Crispim Boing UNIVALI - Universidade do Vale do Itajai
  • Neusa Sens Bloemer UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí
  • Cláudia Rosane Roesler UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí

DOI:

https://doi.org/10.14210/rdp.v3n3.p51-63

Palavras-chave:

políticas públicas, política de assistência farmacêutica, assistência farmacêutica.

Resumo

A Política Nacional de Medicamentos se faz necessária para normatizar os serviços de Assistência Farmacêutica no país, na medida que o perfil de morbimortalidade da população e a demanda de medicamentos e serviços de assistência farmacêutica modificam-se. Apesar de inúmeros avanços da Política Nacional de Medicamentos, existem ainda grandes desafios e que estão centradas sobretudo na questão da ampliação do acesso e ao uso racional de medicamentos, que somente serão alcançados através de uma articulação entre políticas setorias.

Downloads

Publicado

01-12-2008

Como Citar

CRISPIM BOING, A.; SENS BLOEMER, N.; ROESLER, C. R. POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA. Revista Eletrônica Direito e Política, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 51–63, 2008. DOI: 10.14210/rdp.v3n3.p51-63. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rdp/article/view/7292. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos