A EXCLUSÃO DE EMPRESAS DO SIMPLES NACIONAL POR COMERCIALIZAÇÃO DE MERCADORIAS OBJETO DE CONTRABANDO OU DESCAMINHO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14210/rdp.v19n1.p24-38

Palavras-chave:

Exclusão do Simples nacional, Comércio, Mercadoria, Contrabando, Descaminho

Resumo

Contextualização do tema: A aplicação do art. 29, VII da Lei Complementar nº 123/06, que prevê a exclusão de ofício das empresas optantes pelo Simples Nacional por comercializarem mercadorias objeto de contrabando ou descaminho, tem sido feito de forma ampla. Em regra, a exclusão tem sido procedida com base em qualquer ato relacionado com a comercialização, tais como transporte, armazenamento ou outros.

Objetivos: Identificar e precisar os termos constantes no texto legal, de forma a compreender sua abrangência e delimitação imposta à atuação do Fisco ao excluir de ofício os optantes pelo Simples Nacional.

Metodologia: A partir do aprofundamento na análise interpretativa, utiliza-se hipótese e dedução de forma a concluir qual seria a norma imposta. Utiliza-se também a comparação com outro dispositivo normativo.

Resultados: Apenas o efetivo comércio da mercadoria, no sentido de realização de negócio jurídico entre partes, caracteriza-se como a infração prevista no art. 29, VII da LC 123/06, não devendo ser punidos por esta previsão a posse ou outro ato relacionado ao de comercializar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Bernart, Academia Brasileira de Direito Constitucional – ABDConst

Membro Fundador e Presidente Executivo da Academia Brasileira de Direito Constitucional – ABDConst. Doutor em Direito pela Ludwig-Maximilians-Universität München – LMU, Alemanha. Ex-Conselheiro Titular do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais – CARF. Procurador Jurídico da INVEST PARANÁ. E-mail: luciano@bernart.com.br. Link Lattes: http://lattes.cnpq.br/5523839690390808; Link ORCID: https://orcid.org/0009-0007-2405-9962

Referências

BALEEIRO, Aliomar. Direito tributário brasileiro. 11ª ed. atualizada por Misabel Abreu Machado Derzi. Rio de Janeiro: Forense, 2008.

BECKER, Alfredo Augusto. Teoria geral do direito tributário. 3. ed. São Paulo: Lejus, 1998.

CUNHA, Rogério Sanches. Manual de direito penal: parte especial (arts. 121 ao 361). 11. ed. rev., ampl. e atual. Salvador: JusPODIVM, 2019.

FORGIONI, Paula A. Os fundamentos do antitruste. 2. ed., rev. e atual. São Paulo, SP: Revista dos Tribunais, 2005.

GRAU, Eros Roberto. A ordem econômica na Constituição de 1988: interpretação e crítica. 10. ed., rev. atual. São Paulo, SP: Malheiros, 2005.

GRECO, Rogério. Curso de Direito Penal: parte especial. 14 ed. Niteroi: Impetus, 2017. Vol. III.

HUNGRIA, Nélson. Comentários ao Código Penal. Rio de Janeiro: Revista Forense, 1959. Vol. IX.

ISENSEE, Josef citado por DERZI, Misabel Abreu Machado. Praticidade. ICMS. Substituição tributária progressiva, “para frente”. In DERZI, Misabel Abreu Machado (Coordenadora). Construindo o direito tributário na constituição: uma análise da obra do ministro Carlos Mário Velloso. Belo Horizonte: Del Rey, 2004.

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito administrativo brasileiro. 26. São Paulo: Malheiros, 2001.

MIRABETE, Julio Fabbrini. Manual de direito penal: parte especial. 21. ed. São Paulo: Atlas, 2006. Vol. 3.

NEGRÃO, Ricardo. Curso de direito comercial e de empresa: teoria geral da empresa e direito societário. 18. São Paulo: Saraiva Jur, 2022. Vol. 1.

SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. 39. ed., rev. e atual. / até a Emenda Constitucional n. 90, de 15.09.2015. São Paulo: Malheiros, 2016.

SOUZA, James José Marins de, e Marcelo M. Bertoldi. Simples nacional : estatuto da microempresa e empresa de pequeno porte, comentado : LC 123, de 14.12.2006, LC 127, de 14.08.2007. São Paulo: Revista dos Tributnais, 2007.

TOMAZETTE, Marlon. Curso de direito empresarial: teoria geral e direito societário. 13 rev., atual. São Paulo: Saraiva Jur, 2022. Vol. 1.

Publicado

30-04-2024

Como Citar

BERNART, L. A EXCLUSÃO DE EMPRESAS DO SIMPLES NACIONAL POR COMERCIALIZAÇÃO DE MERCADORIAS OBJETO DE CONTRABANDO OU DESCAMINHO. Revista Eletrônica Direito e Política, [S. l.], v. 19, n. 1, p. 24–38, 2024. DOI: 10.14210/rdp.v19n1.p24-38. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rdp/article/view/20257. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos