• Resumo

    LEI BRASILEIRA DE INCLUSÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA: IMPASSES PARA IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DE APOIO

    Data de publicação: 20/12/2023

    Contextualização: Desde a Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência foi assegurada a capacidade jurídica de todas as pessoas, a par da capacidade mental. Para garantir o exercício pleno e autônomo dos direitos, a Convenção impôs a adoção de sistema de apoio delineado por cada Estado signatário. No Brasil, a Lei Brasileira de Inclusão foi responsável por implementar mudanças mais significativas visando ao cumprimento da norma constitucional. Para tanto, inovou ao prever a tomada de decisão apoiada como instrumento de apoio para pessoa com deficiência.

    Objetivo: O presente trabalho visa a analisar se as alterações legais da capacidade jurídica e a previsão do sistema de apoio, por meio da tomada de decisão apoiada, em favor da pessoa com deficiência, estão alcançando eficácia social, observando-se a utilização prática da tomada de decisão apoiada no Estado do Ceará.

    Método: A pesquisa realizou revisão bibliográfica e documental, mediante as quais foram coletados dados tratados através de uma abordagem qualitativa e quantitativa. Investigou-se processos judiciais de tomada de decisão apoiada em trâmite no e-SAJ do Judiciário cearense durante os anos de 2016 a 2021.

    Resultados: A tomada de decisão apoiada não recebeu adesão social e nem tem sido manejada adequadamente pelos aplicadores do Direito, o que fora comprovado mediante pesquisa empírica realizada. Há predomínio e certa confusão com a curatela. Conclui-se, portanto, que a realização do sistema de apoio previsto legalmente no Brasil não está cumprindo com o propósito da CDPD.

  • Referências

    ALMEIDA, Vitor. A capacidade civil das pessoas com deficiência e os perfis da curatela. Belo Horizonte: Fórum, 2019.

    BARBOZA, Heloísa Helena; ALMEIDA, Vitor. Comentários ao Estatuto da Pessoa com Deficiência à Luz da Constituição da República. Belo Horizonte: Fórum, 2021.

    BARIFFI, Francisco José. El régimen jurídico internacional de la capacidade jurídica de las personas con discapacidad. Madrid: Grupo Editorial Cinca, 2014.

    BRASIL. III Relatório Nacional de Cumprimento da Convenção Interamericana para Eliminação de todas as formas de discriminação contra pessoas com deficiência (CIADDIS) e o programa de ação para a década das Américas pelo direito e pela dignidade das pessoas com deficiência (PAD). Disponível em: < https://www.gov.br/mdh/pt-br/navegue-por- temas/atuacao-internacional/relatorios-internacionais-1/CEDDIS.pdf>. Acesso em 31/01/2023.

    FERRAJOLI, Luigi. Los fundamentos de los derechos fundamentales. Madrid: Editorial Trotta, 2001.

    MENEZES, Joyceane Bezerra de. A capacidade jurídica pela Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência e a insuficiência dos critérios do status, do resultado da conduta e da funcionalidade. Pensar: Revista de ciências jurídicas. Fortaleza, v. 23, n. 2, p. 1-13, abr./jun. 2018. Disponível em: https://ojs.unifor.br/rpen/article/view/7990/pdf. Acesso em: 23/01/2023.

    MENEZES, Joyceane Bezerra de; RODRIGUES, Francisco Luciano Lima; MORAES, Maria Celina Bodin de. A capacidade civil e o sistema de apoios no Brasil. In: MENEZES, Joyceane Bezerra de; CAYCHO, Renato Antonio Constantino; BARIFFI, Francisco José (Coords.). Capacidade jurídica, Deficiência e Direito Civil na América Latina: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Peru. Capacidad jurídica, Discapacidad y Derecho Civil na América Latina: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Peru. Indaiatuba, SP: Editora Foco, 2021.

    PALACIOS, Agustina. El modelo social de discapacidad: orígenes, caracterización y plasmación en la Convención Internacional sobre los Derechos de las Personas con Discapacidad. Cermi. Madrid: Cinca, 2008.

    PERLINGIERE, Pietro. Perfis do Direito Civil. Tradução de Maria Cristina de Cicco. Rio de Janeiro: Renovar, 2007, p.166.

    PERLINGIERE, Pietro. O direito civil na legalidade constitucional. Tradução de Maria Cristina de Cicco. Rio de Janeiro: Renovar, 2008.

    ROIG, Rafael Asís. Sobre la accesibilidad universal. Disponível em: https://e- archivo.uc3m.es/bitstream/handle/10016/19288/accesibilidad_asis_PTD_201 3.pdf. Acesso em: 23/01/2023.

    ROIG, Rafael Asís. Sobre discapacidad y derechos. Madrid: Dykinson S. L., 20.

Novos Estudos Jurí­dicos

A revista Novos Estudo Jurídicos (NEJ), Qualis A1 Direito, é um periódico científico quadrimestral, com publicações ininterruptas desde 1995, nos meses de Abril, Agosto e Dezembro. Sua missão é promover o aprimoramento dos estudos na área do Direito, especialmente nas seguintes linhas: “Constitucionalismo e Produção do Direito”, “Direito, Jurisdição e Inteligência Artificial” e “Direito Ambiental, Transnacionalidade e Sustentabilidade”.

A NEJ é um dos periódicos científicos da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) e está vinculado ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica da UNIVALI (conceito CAPES 6), cursos de Mestrado e Doutorado.

O periódico oferece acesso livre e imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. 

A visão da revista Novos Estudo Jurídicos (NEJ) consiste na publicação de artigos e relatos de pesquisas inéditos de autoria de docentes, discentes e pesquisadores, estimulando os debates críticos e éticos sobre assuntos relacionados aos temas que compõem sua Linha Editorial.

Access journal