CONTRA-FLUXO HERMENÊUTICO PARA UMA ANTECIPAÇÃO DE SENTIDO CONSTITUCIONAL (DE COMO O POLÍTICO ANTEPARA O ECONÔMICO OU DE COMO A TÉCNICA DESARTICULA O FOMENTO TRANSFORMADOR-UTÓPICO DA CONSTITUIÇÃO)

Autores

  • Mauricio Martins Reis Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS

DOI:

https://doi.org/10.14210/rdp.v3n3.p541-565

Palavras-chave:

Política – Constituição – Economia – Crises do Estado.

Resumo

O artigo pretende desbaratar o argumento – pretensamente invencível – no sentido de que a economia afigura como elemento desestabilizador derradeiro do Estado de Direito Democrático, concentrando o seu esforço em realinhar o protagonismo da política constitucional, de maneira concertada já a partir da própria instância de sentido (epistemologia) e de articulação institucional dos órgãos e mecanismos de auto-controle e administração cotidianas.

Downloads

Publicado

01-12-2008

Como Citar

MARTINS REIS, M. CONTRA-FLUXO HERMENÊUTICO PARA UMA ANTECIPAÇÃO DE SENTIDO CONSTITUCIONAL (DE COMO O POLÍTICO ANTEPARA O ECONÔMICO OU DE COMO A TÉCNICA DESARTICULA O FOMENTO TRANSFORMADOR-UTÓPICO DA CONSTITUIÇÃO). Revista Eletrônica Direito e Política, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 541–565, 2008. DOI: 10.14210/rdp.v3n3.p541-565. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rdp/article/view/7335. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos