A COLISÃO DE PRINCÍPIOS E SUA SOLUÇÃO NO EXEMPLO DO DIREITO À IMAGEM E À LIBERDADE DE IMPRENSA

Autores

  • Edgar Peter Josef Köhn FURB - Universidade Regional de Blumenau

DOI:

https://doi.org/10.14210/rdp.v2n2.p118-142

Palavras-chave:

Colisão de Princípios. Direito à Imagem. Liberdade de Imprensa.

Resumo

Este  trabalho analisa   se  a  liberdade  de  imprensa e  o  direito  à  informação podem prevalecer diante do  direito à  intimidade  e  do  direito à  imagem na transmissão de imagens de pessoas  comuns em  lugares públicos. Esta análise  será feita  diante dos  princípios da  inviolabilidade da  intimidade, do  direito à imagem,  do  direito  à  informação, da  liberdade  da  imprensa,  da  dignidade humana e da proporcionalidade.  O tema é atual, porque diariamente se vê, na televisão,  nos  jornais  e em  revistas  retratos de pessoas  tirados sem  a devida autorização.  Serão utilizados  o  método  dedutivo  e  as  técnicas  da  pesquisa bibliográfica  e  jurisprudencial.   Conclui-se   que   o  principio  da   liberdade  de imprensa e o direito à informação não justificam a filmagem não-autorizada de meros  espectadores   de   eventos   e  que,  na   ocorrência   de   filmagens  não- autorizadas  de  participantes,  cada  caso  deve   ser  ponderado  com   base  no princípio da proporcionalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

19-05-2015

Como Citar

PETER JOSEF KöHN, E. A COLISÃO DE PRINCÍPIOS E SUA SOLUÇÃO NO EXEMPLO DO DIREITO À IMAGEM E À LIBERDADE DE IMPRENSA. Revista Eletrônica Direito e Política, [S. l.], v. 2, n. 2, p. 118–142, 2015. DOI: 10.14210/rdp.v2n2.p118-142. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rdp/article/view/7586. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos