• Resumo

    O TRATAMENTO DOS NOVOS CONFLITOS DA PÓS-MODERNIDADE PELO DIREITO FRATERNO: CRISES, MIGRAÇÕES E INSURGÊNCIAS

    Data de publicação: 28/04/2017
    O presente trabalho tem como objetivo contextualizar a conturbada situação da humanidade, pós-moderna, da mesma forma que pretende apresentar soluções mais justas e sensíveis para a resolução desses novos conflitos. Em um primeiro momento, realizou-se uma análise sobre as mudanças na compreensão da interpretação do mundo pelos seres humanos, e como essas mudanças influenciam o comportamento dos envolvidos, gerando comparações, migrações e insurgências, o que coloca a humanidade em um estado de crise. Posteriormente, foi trazida ao texto uma nova perspectiva para interpretação e resolução desses novos conflitos, iniciando pela sensibilização à fraternidade e ao acolhimento, tendo como meta a utilização do Direito Fraterno, acreditando ser essa uma solução mais sensível e justa, pois coloca o ser humano em harmonia e não em conflito, o que solidifica a alteridade.
  • Referências

    APPIAH, K. Anthony. Identidade, Autenticidade Sobrevivência. Sociedades Multiculturais e Reprodução Social. In: Multiculturalismo. Examinando a política de reconhecimento. Charles Taylor (Org.). Lisboa: Instituto Piaget, 1994.

    BAUMAN, Zygmunt. Em Busca da Política. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2000.

    BAUMAN, Zygmunt. A Arte da Vida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.

    BAUMAN, Zygmunt. A Sociedade Individualizada. Vidas Contadas e Histórias Vividas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2008.

    BAUMAN, Zygmunt. Comunidade. A Busca por Segurança no Mundo Atual. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.

    BAUMAN, Zygmunt. Globalização. As Consequências Humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1999. BAUMAN, Zygmunt. Identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

    BAUMAN, Zygmunt. O Mal-estar da Pós-modernidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998. BAUMAN, Zygmunt. Tempos Líquidos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2007.

    BAUMAN, Zygmunt. Vida Líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.

    BAUMAN, Zygmunt; BORDONI, Carlo. Estado de Crisis. Traducción de Albino Santos Mosquera. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Paidós, 2016.

    CASTELLS, Manuel. Redes de Indignação e Esperança: movimentos sociais na era da internet. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

    FROMM, Erich. Ter ou Ser? Trad. Nathanael T. Caixeiro. Rio de Janeiro: LTC, 2014.

    GHISLENI, Ana Carolina; SPENGLER, Fabiana Marion. Mediação de Conflitos A Partir do Direito Fraterno [recurso eletrônico]. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2011.

    GIDDENS, Anthony. As Consequências da Modernidade. Trad. Raul Fiker. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1991.

    HARDT, Michael, NEGRI, Antonio. Multidão: guerra e democracia na era do império. Tradução de Clóvis Marques. 4. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014.

    HOLSTON. James. Cidadania Insurgente: disjunções da democracia e da modernidade no Brasil. Tradução de Claudio Carina. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

    NAÍM, Moisés. O Fim do Poder: nas salas da diretoria ou nos campos de batalha, em igrejas ou estados, por que estar no poder não é mais o que costumava ser? Tradução de Luis Reyes Gil. São Paulo: Leya, 2013.

    RESTA, Eligio. Direito Fraterno. Tradução Sandra Regina Martini Vial. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2004.

    RIFKIN, Jeremy. A Era do Acesso. São Paulo: Makron Books, 2001.

    SAUNDERS, Doug. Ciudad de Llegada: la última migración y el mundo del futuro. Tradución de Fernando Garí Puig. Barcelona: Debate, 2014.

    SPENGLER, Fabiana Marion. Fundamentos Políticas da Mediação Comunitária. Ijuí: Editora Unijuí, 2012.

    STURZA, Janaina Machado; ROCHA, Claudine Rodembusch. Direito e Fraternidade: paradigmas para a construção de uma nova sociedade. Disponível em: http://publicadireito. com.br/artigos/?cod=601c6bc71c748001. Acesso em: 23 set. 2016.

    SUSTAINABLE DEVELOPMENT GOALS. 244 million international migrants living abroad worldwide, new UN statistics reveal. Disponível em: http://www.un.org/ sustainabledevelopment/blog/2016/01/244-million-international-migrants-living-abroadworldwide-new-un-statistics-reveal/. Acesso em: 20 jul. 2016.

    VIAL, Sandra Regina Martini. Sociedade Complexa e o Direito Fraterno. In: Constituição, Sistemas Sociais e Hermenêutica: programa de pós-graduação em Direito da UNISINOS: mestrado e doutorado. Org. André Leonardo Copetti Santos, Lenio Luiz Streck, Leonel Severo Rocha et al. Porto Alegre: Livraria do Advogado Ed.; São Leopoldo: UNISINOS, 2007.

    UNITED NATIONS NEWS CENTRE. Deputy UN chief calls for urgent action to tackle global sanitation crisis. Disponível em: http://www.un.org/apps/news/story .asp?NewsID=44452& Cr=sanitation&Cr1=#.V-GXxzvw5-y. Acesso em: 20 jul. 2016.

Novos Estudos Jurí­dicos

A revista Novos Estudo Jurídicos (NEJ), Qualis A1 Direito, é um periódico científico quadrimestral, com publicações ininterruptas desde 1995, nos meses de Abril, Agosto e Dezembro. Sua missão é promover o aprimoramento dos estudos na área do Direito, especialmente nas seguintes linhas: “Constitucionalismo e Produção do Direito”, “Direito, Jurisdição e Inteligência Artificial” e “Direito Ambiental, Transnacionalidade e Sustentabilidade”.

A NEJ é um dos periódicos científicos da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) e está vinculado ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica da UNIVALI (conceito CAPES 6), cursos de Mestrado e Doutorado.

O periódico oferece acesso livre e imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. 

A visão da revista Novos Estudo Jurídicos (NEJ) consiste na publicação de artigos e relatos de pesquisas inéditos de autoria de docentes, discentes e pesquisadores, estimulando os debates críticos e éticos sobre assuntos relacionados aos temas que compõem sua Linha Editorial.

Access journal