A SUPERAÇÃO DO PARADIGMA RACIONALISTA COMO PRESSUPOSTO PARA A CONCRETIZAÇÃO DO DIREITO À TUTELA JURISDICIONAL EFETIVA: uma análise da ciência processual civil na tradição romano-canônica

Autores

  • Darci Guimarães Ribeiro PUC/RS
  • Diego Galle FAPERGS

DOI:

https://doi.org/10.14210/rdp.v3n3.p284-305

Palavras-chave:

Processo, Paradigma, Racionalismo, Efetividade

Resumo

Busca-se com o presente estudo desvelar o romântico compromisso de nossa ciência processual, enquanto produto da tradição romano-canônica, com a filosofia racionalista - cuja essência é fielmente refletida pela incessante busca cartesiana por uma verdade absoluta sob os auspícios de uma razão indefectível – e, conseqüentemente, lançar luz sobre a problemática da efetividade da tutela jurisdicional. Estilhaçar as dolorosas imposições do paradigma racionalista - erigir um conceito de jurisdição condizente com os escopos do Estado Democrático de Direito, restituir o “imperium” usurpado do magistrado, relativizar a ordinariedade que condena toda e qualquer categoria de direito material ao mesmo tratamento genérico, inobstante todas suas particularidades – e promover o ambiente para a concretização do direito à tutela jurisdicional efetiva: eis os desideratos deste trabalho.

Downloads

Publicado

01-12-2008

Como Citar

GUIMARÃES RIBEIRO, D.; GALLE, D. A SUPERAÇÃO DO PARADIGMA RACIONALISTA COMO PRESSUPOSTO PARA A CONCRETIZAÇÃO DO DIREITO À TUTELA JURISDICIONAL EFETIVA: uma análise da ciência processual civil na tradição romano-canônica. Revista Eletrônica Direito e Política, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 284–305, 2008. DOI: 10.14210/rdp.v3n3.p284-305. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rdp/article/view/7307. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos